Águas de Penha apresenta programa de incentivo à igualdade racial à comunidade

0
115

Apesar da população negra representar mais do que a maioria no Brasil, ainda há racismo enraizado na sociedade. Com o objetivo de promover a igualdade e combater o preconceito, o grupo Aegea, através da concessionária Águas de Penha, apresentou para a comunidade local o programa Respeito dá o Tom, no plenário da Câmara de Vereadores, segunda-feira, dia 25.

Principal programa de incentivo à igualdade racial no ambiente empresarial do país, o Respeito dá o Tom tem como objetivo promover a equidade de oportunidades de acesso à empresa e de crescimento profissional dos colaboradores que se autodeclaram pretos, pardos e indígenas. Da mesma forma, pretende que os ambientes de trabalho na empresa estejam livres de racismo, preconceitos ou atitudes que comprometem o respeito. Lançado em 2017, o programa desenvolve todas as áreas e funcionários da empresa, dos mais antigos aos mais novos, independentemente da posição que ocupam.

De acordo com a coordenadora corporativa do programa Respeito dá o Tom, Keilla Martins, em quatro anos o programa evoluiu rapidamente, ampliando a conscientização sobre a igualdade racial no mercado de trabalho. Através de comitês, o programa promove rodadas de conversas, palestras, fóruns e desenvolve outras ações voltadas para o combate ao racismo de forma geral. “O Respeito dá o Tom não é mais somente da Aegea, mas de todos nós, de toda a sociedade, de toda a comunidade local. Lutar e refletir sobre a pauta racial precisa ser uma soma de todos”, disse.

Em Santa Catarina o programa tem a coordenação de Maria Luiza Ferreira. Keilla lembra que racismo não é vitimismo ou “mi-mi-mi”, mas uma forma de agressão. Ela conta que já foi vítima de racismo, agredida verbalmente e publicamente, chamada de preta, macaca e fedida. “Não quero que tenham pena de mim, quero respeito da mesma forma que tenho por todos”, disse durante a palestra na Câmara de Vereadores.

Ela ressalta que os negros lutaram muito para obter as conquistas atuais, mas reforça que ainda há muitas batalhas a serem vencidas. Keilla destacou o papel da Câmara de Vereadores ao permitir a realização da apresentação do programa para a comunidade no combate ao racismo.

Presente na apresentação, o vereador Luiz Fernando Vailatti destacou a importância da apresentação e sugeriu a realização de um novo encontro com a participação dos representantes dos movimentos sociais de Penha. De acordo com a presidente da Água de Penha, Reginalva Mureb, o objetivo de apresentar o programa para a comunidade é para que o combate ao preconceito e a luta pela igualdade social não fique apenas dentro do ambiente corporativo, já que o racismo, infelizmente, ainda está presente em todos os lugares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui